Piauí soma 1.521 processos envolvendo casos de estupro de vulnerável

Criança abraçada com urso de pelúcia sentada no chão — Foto: Getty Images

Criança abraçada com urso de pelúcia sentada no chão — Foto: Getty Images

Crianças e adolescentes continuam sendo vítimas de violência sexual. Embora nem todos os casos sejam denunciados, o Piauí soma 1.521 processos envolvendo estupro de vulnerável. Desses, 327 tramitam em Teresina.

Na capital, a 6ª Vara Criminal da comarca, que concentra a maior parte desses processos, possui 245 processos em tramitação envolvendo casos de estupro de vulnerável. Em seguida, as unidades judiciária com maiores quantidades de processos são: 5ª Vara Criminal de Teresina (78), 1ª Vara Criminal de Parnaíba (61), 1ª Vara de Oeiras (42) e Vara Única de Altos (39).

Os dados foram divulgados pelo Painel de Monitoramento de Processos Relacionados a Estupro de Vulnerável, uma iniciativa do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí junto à Corregedoria-Geral de Justiça do Piauí. A iniciativa faz parte da campanha Maio Laranja de enfrentamento à exploração e ao abuso infantil e terá atualizações mensais da quantidade de processos qualificados como estupro de vulnerável.

Presidente do TJ-PI, desembargador José Ribamar Oliveira, no lançamento da campanha Maio Laranja de 2022 — Foto: TJ-PI

Presidente do TJ-PI, desembargador José Ribamar Oliveira, no lançamento da campanha Maio Laranja de 2022 — Foto: TJ-PI

“A campanha dá início ao comprometimento de um grande trabalho que será feito pelo TJ-PI em relação à proteção dos menores vítimas de violência, seja ela sexual, psicológica ou física. A sociedade, aparentemente, não percebe esse problema. É preciso que os organismos estaduais levem à frente o trabalho de proteger essas crianças, para que cresçam saudáveis, isentas de qualquer agressão”, explicou o presidente do TJ-PI, desembargador José Ribamar Oliveira.

Com a Campanha do Maio Laranja, o Tribunal pretende agilizar a análise e a movimentação de processos envolvendo casos de estupro de vulnerável. Conforme o órgão, os processos estão ocorrendo em tempo normal e sua duração varia de acordo com a complexidade do caso.

Mas, em virtude da campanha e das orientações do Conselho Nacional de Justiça, o Poder Judiciário está acelerando esse andamento, concentrando esforços para ampliar a movimentação processual.

Fonte: G1/PI

. Anuncios

WhatsApp Image 2021-07-17 at 07.59.08
WhatsApp Image 2021-07-17 at 07.59.09
WhatsApp Image 2021-07-17 at 07.59.09 (1)
WhatsApp Image 2021-07-17 at 07.59.09 (2)
WhatsApp Image 2021-07-22 at 3.35.17 PM
WhatsApp Image 2021-08-16 at 9.01.22 PM
png Super Vale (1)

© Blog Na Mira da Mídia | 2021 | Direitos Reservados

Desenvolvido por: Nichollas Castro (61) 98440-4851