Promotor de Justiça analisa falta de policiamento em Luzilândia

Segundo o representante do Ministério Público, a falta de estrutura de pessoal nas Polícias Judiciária e Militar vem contribuindo para o aumento assustador da criminalidade no município.


O Promotor de Justiça Carlos Rogério Beserra da Silva instaurou o Procedimento Administrativo nº 01/2017, para averiguar e acompanhar a regularidade e eficiência das forças policiais existentes na área geográfica da Comarca de Luzilândia. Ele pretende adotar ações que favoreçam a segurança pública na região. A decisão é do dia 29 de agosto de 2017.

Carlos Rogério analisou, para tomar sua decisão, as inúmeras notícias de fato relacionadas à falta de estrutura de pessoal nas Polícias Judiciária e Militar de Luzilândia e seus Termos Judiciários, situação que, segundo ele, vem contribuindo para o aumento assustador da criminalidade e de suas consequências danosas ao meio social, principalmente no que diz respeito ao tráfico ilícito de drogas nos municípios de Luzilândia, Joca Marques e Madeiro.

O representante do Ministério Público determinou a expedição de ofício ao Secretário de Segurança Pública do Piauí, Fábio Abreu, comunicando a instauração do Procedimento a fim de requisitar informações sobre o número de servidores lotados na Delegacia Regional de Polícia Civil de Luzilândia-PI e a escala de serviços por eles exercida.

Também solicitou informações sobre o número de policiais militares lotados na Companhia de Luzilândia e nos Grupamentos de Polícias Militares de Joca Marques e Madeiro, bem como a escala de serviço por eles exercida. O Promotor de Justiça pediu, ainda, ao Secretário, informações sobre concursos públicos na área de polícia civil e militar no Piauí, informações sobre a possibilidade de criação de cargos e lotação de cinco policiais militares, dois escrivães e cinco agentes no âmbito da Companhia Militar de Luzilândia.

Foi determinado expedição de ofício ao prefeito da cidade comunicando a instauração do procedimento e requisitando as informações sobre o funcionamento da Guarda Municipal, seu contingente e escala de serviços, bem como informações sobre o concurso realizado e a nomeação de agentes para a Guarda Municipal, e aos demais prefeitos municipais dando conhecimento do Procedimento Administrativo.

Ao delegado de Polícia de Luzilândia e ao Comandante da Companhia local foi requisitando dados sobre a situação atual do pessoal disponível na Delegacia, Companhia e Grupamentos da Polícia Militar, bem como da necessidade efetiva de pessoal para o funcionamento adequado da estrutura de segurança pública nos municípios que compõem a Comarca de Luzilândia.

Fonte: Viagora

. Anuncios

WhatsApp Image 2021-07-17 at 07.59.08
WhatsApp Image 2021-07-17 at 07.59.09
WhatsApp Image 2021-07-17 at 07.59.09 (1)
WhatsApp Image 2021-07-17 at 07.59.09 (2)
WhatsApp Image 2021-07-22 at 3.35.17 PM
WhatsApp Image 2021-08-16 at 9.01.22 PM
png Super Vale (1)

© Blog Na Mira da Mídia | 2021 | Direitos Reservados

Desenvolvido por: Nichollas Castro (61) 98440-4851